UM OLHAR OUTRO

26 de Junho de 2022

Já lá vão muitos anos que, na Paróquia de Barcelos, se dedica o mês de Junho a análise do que vai acontecendo ao longo do ano. Os diversos grupos da Paróquia fazem a sua auto-crítica e preparam o seu programa de atividades, que será, depois, integrado no programa geral da Paróquia. Tem sido assim e ninguém impõe este modo de proceder, como ninguém o contesta. Cada grupo tem o seu ritmo, a sua especificidade, respeitável como a dos outros grupos, e todos são chamados à comunhão uns com os outros.

Nesta hora de balanço e de compromisso para o próximo ano, julgo ser meu dever agradecer o trabalho de todos e manifestar esperança renovada de um agir sinodal no próximo ano pastoral, a começar em Setembro.

Permitam-me, no entanto, destacar um desses grupos, considerado sempre o de primeira importância numa Paróquia. Refiro-me à catequese. Os catequistas ocupam o primeiro lugar na Paróquia porque a sua ação visa o futuro da comunidade: cuidar da transmissão da fé às crianças, adolescentes e jovens é garantir que a Paróquia tem futuro. Dizer isto dos catequistas em nada desmerece o trabalho de todos os outros grupos a quem manifesto profunda gratidão pela missão que desempenham na Paróquia.

Há muitos anos também que falamos da catequese de adultos. Não só por ser um setor que vem ocupando um lugar de relevo na pastoral da Igreja, como também o tenho sentido como de urgência inadiável, confrontado que sou com práticas religiosas eivadas de superstição, carecidas do fermento libertador do evangelho. Isto num contexto cultural que favorece a preguiça de pensar e facilita cultos religiosos que manipulam a consciência das pessoas, incutindo medo de castigos de Deus, num abuso claro da boa-fé das pessoas, indefesas porque lhes faltam conhecimentos com que possam confrontar abusadores. Repito sempre as palavras de Jesus (Jo, 8, 31-32): «Se permanecerdes na minha Palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, conhecereis a Verdade e a Verdade vos tornará livres». É desta Verdade, que devemos sempre conhecer e aprofundar, que nos vem a força da Liberdade.

Olho para os nossos catequistas, que chegam ao fim de mais um ano de missão na Paróquia e, cansados, desejam mais tempo para a própria família. Agradeço-lhes a sua dedicação permanente, a preparação das sessões para o seu grupo, as deceções que sentem diante das faltas das crianças e até do desleixo dos pais que não os acompanham. Agradeço-lhes o não desanimarem diante das dificuldades e até das incompreensões sentidas, sejam elas oriundas dos pais, sejam mesmo do Prior. Agradeço-lhes o exemplo de coragem e de fé próprio de quem se confia e coloca nas mãos de Deus e só dele espera recompensa.

Aproxima-se um novo ano pastoral e, como sempre, muito deles espera o Prior. Espera que se dê um salto na formação (há o curso Acreditar já anunciado), nos encontros de oração programados a nível arciprestal, tendo em conta que o Papa já instituiu ministérios, entre eles o do catequista. Certamente que temos muito caminho a fazer para que os nossos catequistas, ao menos um responsável por cada ano, possam ter a formação necessária aliada à vivência da fé na comunidade, pontos de partida para que a Comunidade e o Prior os possa propor superiormente para tal ministério. Bem gostaria o Prior de, no próximo ano, podermos escolher dois ou três para que tal aconteça na nossa Paróquia.

Peço, por isso, a todos os catequistas, particularmente àqueles que serão indicados como responsáveis de cada ano, a quem farei a entrega de um grupo de crianças, que cuidem da sua formação e do seu testemunho de fé em comunidade.

Diria o mesmo de todos os leitores: o treino da proclamação da Palavra de Deus não dispensa os conhecimentos bíblicos nem o testemunho da fé. Também já o Papa instituiu o ministério laical de Leitor.

P. Abílio Cardoso

Publicado em 2022-06-27

Notícias relacionadas

UM OLHAR OUTRO

7 de Agosto de 2022

UM OLHAR OUTRO

31 de Julho de 2022

UM OLHAR OUTRO

24 de Julho de 2022

UM OLHAR OUTRO

17 de Julho de 2022

UM OLHAR OUTRO

10 de Julho de 2022

UM OLHAR OUTRO

3 de Julho de 2022

desenvolvido por aznegocios.pt