SEMANA SANTA E PÁSCOA

Orientações

Foi à luz de uma interpelação de uma jovem lojista (este ano não há cruzes nas ruas?) que li a recente Nota Pastoral do senhor Arcebispo, que convida a celebrar a Páscoa e dá orientações concretas.

Há um ano, no primeiro confinamento, soubemos respeitar as limitações e trouxemos a Páscoa para a rua e para as nossas casas. E a cidade vestiu-se de festa. E vimos as casas dos cristãos bem assinaladas com a cruz, ornamentada de roxo na Semana Santa e de branco no tempo pascal.

Será demasiado pedir sinais exteriores do tempo que estamos a viver? Reinventem-se. E envolvam todas as pessoas da casa, de modo especial as crianças.

Felizmente que este ano vamos ter as celebrações de Semana Santa e Páscoa no interior das igrejas, também elas revestidas de sinais alusivos ao mistério pascal de Cristo.

Para estas, informam-se algumas restrições, que têm em conta as determinações das autoridades de saúde. Assim:

1. Mantêm-se as igrejas abertas para a oração privada e familiar. E as celebrações acontecerão do modo habitual, abertas à participação dos fiéis, certamente condicionadas a um terço da capacidade para se manter o devido distanciamento.

2. No Domingo de Ramos não haverá procissão: a bênção far-se-á de forma simples no início.

3. Haverá celebração penitencial, com confissão individual na Semana Santa:

- Na segunda, às 15.00 na Igreja do Terço;

- Na terça, às 11.00 no Senhor da Cruz;

- Na quarta, às 19.00 na Igreja Matriz. (confissões até às 20.00)

4. Na quinta-feira santa não haverá o Lava-pés na Missa da Ceia do Senhor. Como habitualmente, os sacerdotes concelebrarão com o senhor Arcebispo, desta vez em espaço mais amplo, a cripta do Sameiro. As igrejas da cidade, ornamentadas de modo único, segundo a bela tradição das gentes de Barcelos, estarão abertas até às 23.00, acolhendo as famílias que, em agregado familiar, vão adorar Jesus Eucaristia, «ocultado» na tribuna.

5. A adoração da cruz, na sexta-feira santa, farse-á de modo simples. Só o sacerdote presidente beijará a cruz. Far-se-á o peditório habitual para os Lugares Santos.

6. «Não é permitida a realização do Compasso ou Visita Pascal, assim como qualquer ‘saída simbólica da cruz’».

Compreendendo a dificuldade por causa do confinamento, peço e agradeço o empenho dos coralistas e leitores para uma animação condigna das celebrações.

Publicado em 2021-03-21

Notícias relacionadas

Catequese

Encerramento

Mons. Manuel Araújo

Homenagem

CORPO DE DEUS - ADORAÇÃO

3 de Junho de 2021

CATEQUESE 2021/2022

Inscrições até dia 19 de Junho de 2021

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Em visita a cidade

MAIO - MÊS DE NOSSA SENHORA

Vamos celebrá-lo ...

desenvolvido por aznegocios.pt