RESTAURO DE ALTARES E IMAGENS

Necessidade de intervenções

Quem entra na Igreja Matriz dá-se conta de altares vazios da imagem principal e interroga-se sobre o que aconteceu. E o Prior explica:

Há muito que se fazia sentir a necessidade de restaurar os altares em talha, bem como as imagens, alguns e algumas delas tão degradadas que levam a uma outra questão legítima: como deixámos chegar a tal ponto o nosso património?

O Conselho Económico, bem atento, teve de criar condições para que se chegasse a este momento de intervir na talha dos altares e nas imagens. Tudo indica que em breve teremos algumas obras nas paredes e na torre para colmatar infiltrações de água. Só depois procederemos ao restauro dos altares, há muito orçamentados.

Porquê termos começado com as imagens? Por terem surgido devotos que assumem os encargos. Assim, a imagem de Nossa Senhora das Graças, já a ser intervencionada pelos técnicos do Instituto de História e Arte Cristãs, empresa de restauro diocesana, estará pronta para ser apresentada à comunidade lá para finais de Setembro. A da Senhora das Dores está ainda a ser observada para ser orçamentada.

Quanto à da Pietá, cuja foto anexamos, ela é daquelas que se apresenta mais necessitada de intervenção. Porque é uma das que vai na Procissão das Cruzes, ela encontra-se já na oficina. A despesa será assumida pela Comissão da Festa das Cruzes: os andores na procissão não gastam apenas flores; antes destas devem as imagens apresentar-se conservadas e dignas.

Publicado em 2022-07-20

Notícias relacionadas

CONSELHO ECONÓMICO

Agradecimento

A PARÓQUIA AGRADECIDA

Foi à 18 anos.

Carta Pastoral de D. José Cordeiro, Arcebispo Metropolita de Braga.

"Juntos, somos Igreja sinodal samaritana. Onde há amor, aí habita Deus."

VAMOS ACOLHER A SENHORA DA FRANQUEIRA

6 de Agosto de 2022

CRISMA INTER-PAROQUIAL

2 de Julho de 2022

AGRUPAMENTO 13 - ALCAIDE DE FARIA

ACAGRUP, 23 e 24 de julho de 2022

desenvolvido por aznegocios.pt