Está nas mãos de cada um!

† Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz

Extrato da Nota Pastoral do Arcebispo Primaz, D. Jorge Ortiga, por ocasião das novas medidas de confinamento.

…Se a morte entristece, o silêncio dos funerais impressiona muito mais. Teremos de ser rigorosos nos cuidados a ter nestes momentos, mas não podemos ser insensíveis. A prudência deverá aconselhar as nossas comunidades cristãs a expressar gratidão pela vida dos que morrem, oferecendo-lhes um sufrágio crente, conscientes de que é “um salutar pensamento olhar pelos mortos”. Pensando nesses irmãos que tiveram pouco afecto por parte de familiares e amigos, aconselho a que os recordemos, com esta ou outra oração:

“Deus Pai Misericordioso, acolhe no Teu colo amoroso os nossos irmãos que a pandemia vitimou. Que a sua perda nos desperte para os cuidados com o nosso mundo, a atenção aos mais frágeis e desamparados, o amor atento a quantos nos rodeiam e de nós precisam. Que o egoísmo e a indiferença não nos fechem, cegos, surdos e mudos, ou nos permitam, apenas, lamentos sem conversão e ação. Deus, Pai de Misericórdia, perdoa as faltas daqueles que entregamos ao Teu amor. E a nós, peregrinos, dá-nos a graça de caminhos novos de atenção e dedicação aos outros”

† Jorge Ortiga,

Arcebispo Primaz

Publicado em 2021-01-24

Notícias relacionadas

Catequese

Encerramento

Mons. Manuel Araújo

Homenagem

CORPO DE DEUS - ADORAÇÃO

3 de Junho de 2021

CATEQUESE 2021/2022

Inscrições até dia 19 de Junho de 2021

NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

Em visita a cidade

MAIO - MÊS DE NOSSA SENHORA

Vamos celebrá-lo ...

desenvolvido por aznegocios.pt